A arte entre agulhas e nossos brincos de crochê

No post que falo sobre os acessórios femininos artesanais fiz referência a algumas técnicas, dentre elas o crochê. Uma técnica milenar e muito presente em nossa cultura, o crochê está presente na moda, decoração, brinquedos, etc.

Mas você conhece a história dessa arte entre agulhas?

Em várias pesquisas que realizei, não há precisão quanto à origem desta arte que com agulhas e suas diversas espessuras, linhas, fios, pontos altos e baixos, proporcionam criações de encher os olhos. Biquinhos de panos de prato, colchas, vestidos de noivas, além da beleza e originalidade carregam o amor e o carinho de seus criadores. Quem aqui já teve uma avô que adorava bordar e tricotar? Eu tive. Saudades dos presentinhos que ele fazia com tanto carinho.

A palavra crochê tem origem no dialeto nórdico (região da Europa setentrional e do Atlântico norte, composta por Dinamarca, Finlândia, Islândia, Noruega e Suécia), que significa gancho devido à forma da agulha que puxa os pontos.

crochet-hook-568174_960_720

A palavra crochê também tem sua origem no francês “Croc” que possui o mesmo significado.

Segundo historiadores os trabalhos em crochê têm origem ainda na pré-história  mas não se sabe com precisão quando tudo começou. No século XVI o escritor dinamarquês, Lis Paludan, tentou desvendar a origem do crochê e desde então desenvolveu  algumas teorias e admite que não há provas convincentes sobre a idade desta arte. Uma de suas teorias aponta que tudo começou na Arábia se espalhando para o leste e para o Tibet,  chegando no leste da Espanha pelas rotas comerciais do mediterrâneo.

No entanto, a primeira evidência do crochê veio da América do Sul: uma tribo primitiva teria usado adornos de crochê em rituais de puberdade. Na china eram feitas bonecas tridimensionais desenvolvidas na técnica do crochê.

Em 1700 a técnica conhecida com tamburing ou tambor chegou na Europa. Tambor como é conhecido por nós é uma técnica onde o tecido é esticado dentro de uma moldura e o trabalho é realizado debaixo desse tecido. Os trabalhos eram feitos com pontos bem finos e com agulhas semelhantes a de bordar que se formavam um ponto corrente.

russia-1070160_960_720

Entre 1845 a 1850 a Irlanda passou por grandes dificuldades financeiras, período conhecido como fome das batatas. Entre as tarefas domésticas, mulheres, crianças e homens começaram a fazer crochê para sobreviver. Essa arte foi se espalhando com a criação de escolas e cooperativas.

crochet-antigo

Apesar de milhares de irlandeses terem morrido de fome nessa época, muitas famílias sobreviventes emigraram e levaram suas habilidades na arte do crochê para outros cantos do mundo.

yarn-3090121_960_720

Nesta época, devido à escassez de recursos, os instrumentos eram feitos de madeira, espinha de peixe, osso de animal, chifre, colheres antigas, marfim, cobre, aço, dentre outros.

Ao longo do tempo uma infinidade de materiais foi utilizada como matéria prima:  cabelo, grama, pêlos de animais, lã, linho, fios de cobre, seda, fios de algodão.

Atualmente temos uma variedade de materiais, fios e diversos tamanhos de agulhas.

desktop-3192552_960_720

As primeiras produções de crochê foram feitas para os caçadores e pescadores. Cordas ou tiras de tecido eram trabalhadas para apanhar pássaros, peixes e outros animais. Aos poucos surgiram peças para o uso doméstico.

Na decoração o crochê desenvolveu-se principalmente para ocasiões especiais como ritos religiosos, celebrações de casamentos, funerais. Nas roupas da classe mais favorecida eram utilizadas as lindas rendas e peças de crochê em vestidos, casacos, chapéus, tocas, o que distinguia a classe rica da classe pobre.

croche-22 (1)

Em 1970 com o movimento hippie veio a valorização do “faça você mesma” o que hoje conhecemos por DIY. O crochê foi a sensação daquela época e essa arte faziam o jogo de esconde mostra em coletes, parkas, vestidos, saias e até em biquínis.

crochê anos 70

biquini croche

croche anos 70

croche anos 70_2

Passada de geração a geração, essa arte usada como hobby, sustento de famílias ou mesmo como uma forma terapêutica, merece ser valorizada.

crochet-1481702_960_720

Depois dessas contextualização sobre a origem do crochê, vamos nos deliciar com o que essa arte nos proporciona…

Crochê no piano de cauda:

piano de cauda de crochê

Crochê na bicicleta:

bicicleta de crochê

Crochê na decoração: abóboras de crochê.

aboboras de crochê

Bolas de crochê na decoração de natal:

decoração natal com bolas de crochê

Brinquedos:

Coelho de croche

brinquedo feitos de crochê

Vestuário, bolsas, brincos:

mochila de croche (1)

 

Vejam algumas peças confeccionadas em crochê:

 

Maxi brinco boho chic crochê glam black ( Ref.: MO9007 )

MaxiBrinocroche (1)

Maxi brinco boho bhic crochê sensation ( Ref.: MO9008 )

MaxiBrinocroche (3).jpg

Maxi brinco boho chic crochê sophia ( Ref.: MO9002 )

MaxiBrinocroche (2)

Maxi brinco boho bhic crochê sunny ( Ref.: MO9001 )

2

E ai meninas, gostaram? Os acessórios feitos em crochê é uma peça feita à mão em edição limitada e para quem ama exclusividade e não podemos negar que muda qualquer visual.

No próximo post vou mostrar como transformar um look casual em casual chique usando brincos de crochê como protagonista do visual.

Ver mais produtos: AQUI

😘😘😘😘😘,

Alessandra Cordeiro

Consultora de Estilo e  Imagem Pessoal 
📩  contato@allecordeiro.com
📱 @alleCordeiroacessorios

 

 

 

 

Um comentário em “A arte entre agulhas e nossos brincos de crochê

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: